sábado, 2 de fevereiro de 2013

Retratos ponto a ponto


Artigo da autoria de Vasco Neves

Na série CONSTELLATION da artista Kumi Yamashita, são-nos apresentados retratos. Criadas a partir de madeira fio e pregos, tem um nível de detalhe espantoso. Entre os retratos estão o da própria artista e do seu namorado.


Num primeiro olhar parecem retratos a preto e branco, mas isso era ser redutor perante estas obras. São retratos efectivamente, e as cores branco e preto também estão presentes, no entanto é na composição das obras que está o segredo.

Kumi Yamashita, é uma artista que molda os materiais para obter certos efeitos. Por vezes vamos ao engano, no sentido em que o resultado final das suas obras, não é apenas a soma de todas as partes. É conhecida principalmente pela sua série LIGHT & SHADOW, onde a artista tece fantásticos jogos de luz e de sombras, para obter imagens completamente diferentes da fonte.




Yamashita revisita-se constantemente, nunca fechando as suas "séries". Com este incluir constante de obras novas, é normal que encontremos dentro da mesma "série", obras com alguns anos de diferença.


Para a série CONSTELLATION, a artista usa materiais bastante comuns. Um painel de madeira pintado de branco, pregos galvanizados (para não enferrujarem), e um longo e contínuo fio de linha preta. 
Um bailado perfeito entre pregos e linha, onde se criam imagens de rostos com um detalhe absoluto. Mesmo usando elementos simples na criação, estas obras revelam toda a sua complexidade no processo de "tecer" o fio. Esta composição em rede, quase como as aranhas, é feita de maneira a que a imagem adquira um efeito monocromático.


Nesta série a artista "sente-se um pouco como os antigos Gregos, que ao olhar para pequenos pontos no céu, os ligavam de maneira a que surgissem formas mitológicas".
Pessoalmente estas obras remetem-me para os livros de colorir da infância, que tinham por vezes as imagens em pontos, onde o objectivo era unir os pontos com um lápis até criar uma imagem. E isso é uma boa memória.


2 comentários:

  1. Oi Dado, bem vindo de volta!!! Tanta criatividade não pode ficar escondida!!!
    Bjo, Martha

    ResponderExcluir